terça-feira, 17 de março de 2020

Fechamento de fevereiro de 2020

Fechamento de Fevereiro de 2020


         Estou fechando o mês de fevereiro somente em 17/03/20. Estive viajando durante a primeira quinzena de março. Viagem fantástica. Conheci uma parte da França próxima aos Alpes e Genebra na Suiça. Região riquíssima. É uma das partes mais ricas do primeiro mundo. Impressionante como os europeus são mais preocupados com seus semelhantes. No Brasil é cada um por si. Não há um pensamento coletivo de evoluir. A maioria dos brasileiros quer estar sempre levando vantagem sobre os seus semelhantes. 
           Saí do Brasil com o euro custando cerca de 5 reais e quando voltei já estava custando cerca de 5,50 reais. Caceta!!!
                    
          
          Apesar de curtir muito a viagem, confesso que fiquei incomodado pelo fato de a bolsa de valores B3 ter sofrido 5 circuit breakers em cerca de 7 dias. Por mais que na teoria saibamos que a renda variável varia, é desconfortável ver o seu patrimônio aplicado apresentando uma queda de cerca de 60 mil reais. 
         Ainda testei o meu psicológico. Após o primeiro circuit breaker fiz um aporte de 10 mil reais. Todo confiante. Achando que eu era o cara. Depois do terceiro circuit breaker fiz mais um aporte de 10 mil reais no fundo alaska black. Depois disso houveram mais dois circuit breakers e optei por não colocar minha reserva de emergência na renda variável. Agora vamos observar. Pelo menos tenho a certeza e a frieza de que não irei resgatar nenhum centavo da renda variável até que ela se recupere completamente. Pode demorar 5 ou 10 anos. Eu esperarei. E ainda irei rebalancear o meu portfólio com os futuros aportes seguindo a minha alocação de 20% renda variável e 80 % renda fixa. Impressionante como 20 % de renda variável no portfólio fazem uma queda tão grande no mesmo. Quando eu tinha somente 5% de renda variável na carteira e houve a greve dos caminhoneiros eu quase não senti a queda. Mesmo com a queda brutal no ibovespa eu tive rentabilidade positiva naquela época.
       Minha carteira em fevereiro de 2020 apresentou uma rentabilidade negativa de - 0,7% o que resultou em uma queda no patrimônio de R$ 16.610 reais. A queda significativa foi em março.
        O patrimônio total ao final do mês de fevereiro então era de R$ 3.682.000
- aplicações financeiras no brasil: R$ 3.413.000
- aplicações financeiras no exterior: R$ 17.809 (mesmo com a queda importante do S&P 500 a valorização do dólar compensou e saí no positivo).
- previdência privada: R$ 24.200
- empréstimos: R$ 226.900
         Precisamos chegar ao final do ano com 3.750.000 reais para bater a meta. Creio que ao final do mês de março chegaremos com um valor pouco acima de 3.600.000 reais. Iremos fazer um aporte pequeno para o mês que vem devido à viagem que realizamos e devido às futuras quedas no faturamento da nossa empresa, tanto pela época do ano quanto pelo maldito coronavírus.
          Estou ansioso esperando a volta do BULL MARKET, mas sabemos que isso levará um bom tempo para ocorrer. Possivelmente nem ocorra neste ano.

            O que eu acho mais intrigante com essa queda importante das bolsas mundias é ver conhecidos, pessoas com alto nível sócio-econômico, vendendo seus fundos de ações, fundos imobiliários e ações individuais na baixa. E o pior, sem ter necessidade nenhuma de utilizar o dinheiro no momento e provavelmente nem nos próximos 5 anos. Aí sim tem que tomar uma nabada mesmo!
             Agora entendo porque nas grandes crises as ações voltam para a mão dos seus verdadeiros donos.  

             Estou terminando de ler um livro fantástico, principalmente para quem tem interesse em FIRE. Quit Like a Millionaire. Interessante que a autora narra dois episódios de Bear Market na prática e como ela deu a volta por cima. Fala inclusive sobre os aspectos psicológicos das pessoas durante o bear market. Se não fosse pelo marido dela em 2008 teria tido um prejuízo absurdo e certamente não teria se tornado a aposentada mais jovem do Canadá na atualidade. Vale a pena a leitura. Curioso que esses livros maravilhosos não tenham tradução para o nosso idioma. Não é fácil ser brasileiro. Em geral ganhamos muito menos que os habitantes de países desenvolvidos e ainda por cima não temos acesso a vários livros por falta de tradução. Sem contar que a volatilidade do nosso mercado acionário é absurda. Definitivamente o Brasil não é para amadores. 
            Outro livro que mudou a minha mentabilidade foi The Bogleheads, Guide to Investing. Também não traduzido para o português. A Random Walk Down Wallstreet também tive que ler em inglês. Eu diria que são os 3 melhores livros sobre finanças que já li. O próximo livro será The Simple Path to Wealth - JL Collins.

              
             Força e foco piazada! Dessas crises sairemos ainda mais ricos e fortalecidos. Só manter a disciplina e o foco.  
             Gastos do casal em fev/2020 ficou na média, como só trabalhamos em fevereiro o nosso custo total foi de R$ 9500 reais. Claro que março vai ter um gasto bem acima da média pelo fato da nossa viagem. 
            Custos da viagem a França/Suiça (duração todo o trajeto - 11 dias - 2 dias Brasil e 9 dias europa): 2 adultos
euros - dinheiro em espécie  R$     6.000,00

passagens + booking + airbnb
Cartão de crédito

 R$     7.000,00

hotel no Brasil - ida

R$         180,00

hotel no Brasil - ida

 R$         180,00

pedagios ida e volta

R$         400,00
combustível automóvel
R$         805,00
refeições no trajeto - Brasil
R$         400,00
hotel registro 
R$         180,00
farmácia 
R$         200,00
estacionamento próximo
aeroporto

R$         125,00
hotel Cão
R$         328,00
total  R$   15.798,00


       
        

Nenhum comentário:

Postar um comentário